Procedimento Exportação

 

ETAPAS DO DESPACHO DE EXPORTAÇÃO

De forma resumida, o despacho de exportação está sujeito às seguintes etapas:

RECEBIMENTO DO PEDIDO DE COMPRA

Exportador contata ao importador fazendo proposta de venda de seu produto, recebe o pedido de venda e emite fatura proforma contendo condição de vendas (incoterms), descrição do produto e preço. Recebe o aceite do importador.

PRODUÇÃO

Após o recebimento do aceite do importador sobre as condições da fatura proforma, o exportador analisa o prazo de entrega da carga no exterior e autoriza o começo da produção.

EMISSÃO DE NOTA FISCAL

Com a mercadoria produzida, é emitida a nota fiscal para trânsito dentro do território nacional, sendo a mesma usada para desembaraço da mercadoria junto à receita federal para envio ao exterior.

CARREGAMENTO

Com a nota fiscal em mãos é feita a Logística do transporte, providenciando assim o carregamento da carga com destino ao armazém para estufagem em caso de container, ou consolidação com outras cargas em caso de carga consolidada.

EMISSÃO DOS DOCUMENTOS DE EXPORTAÇÃO

O exportador após emissão da NF e carregamento da carga, baseando-se nas disposições estabelecidas na fatura proforma e pedido do importador, emite os documentos de exportação, sendo fatura comercial, lista de embalagem, certificado de análise (se necessário), certificado de origem baseado no acordo internacional e país de destino.

REGISTRO DA DDE

O registro da declaração para despacho de exportação ? DDE inicia o despacho de exportação. Na formulação da DDE, o Sistema aproveitará os dados e informações dos Registros de Exportação? RE, já obtidos anteriormente. Em casos específicos, previstos na legislação, o despacho é feito através de Declaração Simplificada de Exportação? DSE, hipótese em que é dispensado o RE.

CONFIRMAÇÃO DA PRESENÇA DA CARGA

Esta etapa se refere à confirmação da presença da carga pelo depositário, em recinto alfandegado, ou pelo exportador, em local não alfandegado.

RECEPÇÃO DOS DOCUMENTOS

Após a informação da presença da carga, ocorrerá a recepção dos documentos do despacho, que consiste na entrega, pelo exportador, dos documentos instrutivos do despacho e registro de tal fato no Sistema, pela Aduana.

PARAMETRIZAÇÃO

Registrada no Sistema, a recepção dos documentos instrutivos do despacho, a próxima etapa será a parametrização, ou seja, a seleção, pelo Siscomex, dos despachos de exportação para um dos seguintes canais de conferência aduaneira: verde, laranja ou vermelho, submetendo-se aos seguintes procedimentos:

- CANAL VERDE: são dispensados o exame documental e a verificação da mercadoria. O desembaraço é feito automaticamente pelo Siscomex;

- CANAL LARANJA: é realizado apenas o exame documental, dispensando-se a verificação da mercadoria;

- CANAL VERMELHO:
o despacho é submetido tanto ao exame documental quanto à verificação da mercadoria.

DISTRIBUIÇÃO

Após a parametrização, os despachos de exportação selecionados para os canais laranja e vermelho serão distribuídos para os Auditores Fiscais da Receita federal ? AFRF, para análise.

DESEMBARAÇO

Uma vez designado, o AFRF fará o exame documental do despacho, caso o mesmo tenha sido selecionado para o canal laranja, conferindo se os dados constantes na DDE ou DSE coincidem e se harmonizam com as informações da documentação instrutiva do despacho. Caso o despacho tenha sido selecionado para o canal vermelho, o AFRF efetuará o exame documental e a verificação da mercadoria. O desembaraço da mercadoria será necessariamente registrado no Sistema, pelo AFRF responsável.

ENTREGA DA CARGA NO PORTO

Após todo o trâmite do desembaraço, é providenciada a entrega da carga no terminal do armador (porto) e disponibilizada a carga para embarque.

REGISTRO DOS DADOS DE EMBARQUE

O transportador registrará os dados de embarque imediatamente depois de realizado o embarque da mercadoria para o exterior, com base nos documentos por ele emitidos.

AVERBAÇÃO DE EMBARQUE

A averbação é o ato final do despacho de exportação e consiste na confirmação, pela fiscalização aduaneira, do embarque da mercadoria. A averbação será feita, no Sistema, após a confirmação do efetivo embarque da mercadoria e do registro dos dados pertinentes pelo transportador. Registrados os dados de embarque, se os dados informados pelo transportador coincidirem com os registrados no desembaraço da DDE ou DSE, haverá averbação automática do embarque pelo Sistema. Caso contrário, a Alfândega irá analisar a documentação apresentada, confrontando-a com os dados relativos ao desembaraço e ao embarque, efetuando-se a chamada averbação manual, com ou sem divergência.

EMISSÃO DO COMPROVANTE DE EXPORTAÇÃO

Concluída a operação de exportação, com a sua averbação no Sistema, será fornecido ao exportador, quando solicitado, o documento comprobatório da exportação, emitido pelo Siscomex, na Unidade de despacho da mercadoria.
Fluxo Simplificado de Exportação


Fluxo Simplificado do Desembaraço na Expotação